A medicalização da infância, o DSM e a Classificação Francesa de Transtornos Mentais da Infância e Adolescência (CFTMEA) 

Notícias

10/11/2020

A medicalização da infância, o DSM e a Classificação Francesa de Transtornos Mentais da Infância e Adolescência (CFTMEA)

Compartilhe


A diretora Milena Berthier Bandeira e as professoras e psicólogas Betânia Savaris e Daniela Dametto participaram de uma formação sobre “A medicalização da infância, o DSM e a Classificação Francesa de Transtornos Mentais da Infância e Adolescência (CFTMEA)”. O evento aconteceu sábado (07/11). A oportunidade foi promovida pelo Projeto Associação Científica de Psicanálise com a fala da Dra. Inês Catão, psicanalista, membro da Escola Letra Freudiana (RJ), Psiquiatra Infantil, docente da faculdade de medicina da ESCS (Escola Superior de Ciências da Saúde, DF) e Pós-Doutora em Psicopatologia clínica pela Universidade de Nice, França. 🧠
O curso teve como objetivo discutir a medicalização da infância, dialogando sobre o tema dos diagnósticos que, na infância, não consideram a criança como sujeito em estruturação, promovendo patologização, medicalização e medicamentação da infância, com consequente exclusão da singularidade da criança e seu contexto familiar, social, escolar e cultural. 😉
 

Compartilhe